SIGA-NOS NO FACEBOOK

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Médico cearense cria aplicativo que pode tornar sistema de saúde mais organizado



No mundo dos aplicativos, eis que apareceu um que promete organizar um setor dos mais problemáticos: a saúde. Trata-se do aplicativo de celular Plantão Ativo. A ferramenta é totalmente gratuita e ajuda profissionais em mais de 14 áreas a organizar plantões hospitalares e buscar novas oportunidades de trabalho.
A criação é do médico cearense Jairo Mapurunga Júnior que, a partir da própria experiência como médico e plantonista do Samu, percebeu a necessidade de uma sistema que tornasse mais organizadas e transparentes as escalas das equipes de plantão, além das vagas disponíveis.
“A proposta do Plantão Ativo é conquistar uma saúde mais digna no nosso País, aproximando e facilitando a vida de todos os integrantes da área da saúde”, afirma Jairo Júnior
O Plantão Ativo, desenvolvido pela agência cearense Index Digital, já tem abrangência nacional, com quase quatro mil profissionais beneficiados e cerca de 11 mil instituições cadastradas em todo o País.
Escalas e horários
No aplicativo, o gestor de escala cria um grupo do setor de trabalho, define os horários dos plantões, adiciona os plantonistas e lança a escala de cada um. Os plantonistas recebem a escala online, podendo trocar ou ceder os plantões com os colegas do grupo, de uma forma mais simples, ágil e segura.
As trocas e passagens de plantões podem ser visualizadas dentro de um calendário único de cada grupo e sempre são oficializadas instantaneamente via e-mail.
Jairo Mapurunga Jr. diz que essa é a primeira ferramenta totalmente gratuita no Brasil que engloba diferentes áreas ligadas à saúde, desde médico a condutor socorrista. Através do aplicativo, as trocas de médicos plantonistas ficam documentadas e as vagas disponíveis podem ser visualizadas por centenas de profissionais, por exemplo.
Numa demonstração rápida, uma pesquisa por vagas de trabalho no Ceará mostra diferentes oportunidades em vários municípios, inclusive na Capital. O importante é organizar o serviço e melhorar o atendimento para a população.
(Foto – Divulgação)