SIGA-NOS NO FACEBOOK

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Irauçuba, Umirim, Paraipaba, Pentecoste, Irauçuba, Itapipoca e Apuiarés estão na linha vermelha do crack



Levantamento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que a droga é um grave problema para 32 municípios cearenses. No país o impacto atinge 1.155 municípios brasileiros, um quinto (20,7%) dos 5.570 existentes. As informações são do site UOL publicadas nesta terça-feira. As informações foram dadas pelas prefeituras ao Observatório do Crack. O banco de dados classifica os problemas relacionados ao uso do crack como alto, médio e baixo. Se somados todos os níveis de problemas relacionados à droga, chega-se à conclusão de que ela está presente em pelo menos oito de cada dez municípios brasileiros (78,5%). O número pode estar subestimado, já que 945 (17%) dos municípios não responderam. Somente 5% (252) informaram não ter de administrar problemas relacionados ao crack.  
Municípios do Ceará com alto nível de consumo:

Aiuaba, Apuiarés, Aracati, Aquiraz, Barbalha, Barreira, Beberibe, Boa Viagem, Cariré, Catunda, Eusébio, Forquilha, Ibicuitinga, Iguatu, Irauçuba, Itapipoca, Itaitinga, Itarema, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Massapê, Miraíma, Morada Nova, Paraipaba, Pentecoste, Pereiro, Pires Ferreira, Russas, Sobral, Tabuleiro do Norte, Trairi, Umirim.